Nomeação e Decretos Episcopais

NOMEAÇÃO

Sendo necessário prover ao cuidado pastoral das Paróquias do Divino Salvador de LAVRA e São Mamede de PERAFITA, da Vigararia de Matosinhos, da Região Pastoral Grande Porto, por motivo de falecimento do pároco,

HEI POR BEM, ao abrigo do cân. 157, até decisão em contrário, e dos cân. 539 e 540, confiá-las aos cuidados pastorais do presbítero FRANCISCO ANDRADE MOREIRA DA COSTA, que nomeio ADMINISTRADOR PAROQUIAL das mesmas,

Porto e Paço Episcopal, 2 de julho de 2024.

 

——————————————————————————————

DECRETO EPISCOPAL

  1. Em 13.04.1965, por despacho de D. Florentino de Andrade e Silva, Administrador Apostólico do Porto, a entrar em vigor no dia 18.04.1965, Domingo da Ressurreição do Senhor, atendendo às condições sociológicas e às necessidades pastorais que se verificavam na zona de Coimbrões, Vila Nova de Gaia, e com vista à formação futura de uma nova paróquia, foi concedida ao Revº Padre José Henriques Ribeiro, ali Capelão, jurisdição quase paroquialsobre as famílias e fiéis residentes no território provisoriamente delimitado e descrito no mesmo despacho;
  2. A Capela de Santa Bárbara na zona de Coimbrões, centro do culto e ação pastoral, com as necessárias obras de adaptação e ampliação tornou-se igreja paroquial;
  3. Desde a criação de paróquia experimental foram criadas estruturas essenciais e serviços indispensáveis ao seu funcionamento pastoral e social;
  4. A comunidade de fiéis está constituída estavelmente, em número e vitalidade eclesial, sob orientação e cura pastoral dos párocos a quem foi confiada;

HEI POR BEM:

  1. Nos termos do cânone 515 do Código de Direito Canónico e ouvidos favoravelmente o Conselho Episcopal, o Conselho Presbiteral (em 21.11.2018), o Conselho de Consultores e os párocos das paróquias vizinhas, decretar a elevação à categoria de paróquia a paróquia, até agora experimental, de Santa Bárbara de Coimbrões, Vila Nova de Gaia;
  2. Confirmar a dedicação da paróquia a Santa Bárbara;
  3. Determinar que a paróquia de Santa Bárbara de Coimbrões tenha basicamente os limites inicialmente previstos no decreto de criação de paróquia experimental, ajustados por alterações viárias e atualizados nas suas denominações, especificados da seguinte forma:

NORTE: linha férrea desde este ponto até à confluência com a Via Engenheiro Edgar Cardoso, Via Engenheiro Edgar Cardoso desde este ponto até à rotunda Engenheiro Edgar Cardoso, Rua Amorim da Costa, Rua dos Bombeiros Voluntários de Coimbrões até à confluência com a Rua André Cassels, Rua André Cassels, prolongamento imaginário da Rua André Cassels até ao muro norte do campo de futebol do Sporting Clube de Coimbrões, desde este ponto com o prolongamento imaginário até à confluência da Rua Machado dos Santos com a praça Manuel Silva Reis, praça Manuel Silva Reis até à Autoestrada;

POENTE: Autoestrada desde o ponto referido seguindo para Sul;

SUL: Autoestrada até à confluência com a A44, A44 até à confluência com o prolongamento imaginário da Rua Particular de Santo António, Rua Particular de Santo António até à rotunda com a Avenida dos Descobrimentos, Avenida dos Descobrimentos até à rotunda com a Avenida Infante Dom Henrique;

NASCENTE: Desde este ponto seguindo para norte pela Avenida Infante Dom Henrique e Rua Visconde das Devesas até à estação ferroviária das Devesas.

 

Porto e Paço Episcopal, 4 de julho de 2024.

————————————————————————————————

DECRETO EPISCOPAL

  1. Em 13.04.1965, por despacho de D. Florentino de Andrade e Silva, Administrador Apostólico do Porto, a entrar em vigor no dia 18.04.1965, Domingo da Ressurreição do Senhor, atendendo às condições sociológicas e às necessidades pastorais que se verificavam na zona do Candal, Vila Nova de Gaia, e com vista à formação futura de uma nova paróquia, foi concedida ao Revº Padre Joaquim de Oliveira Alves Correia, ali Capelão, jurisdição quase paroquialsobre as famílias e fiéis residentes no território provisoriamente delimitado e descrito no mesmo despacho;
  2. Em 24.04.1975, deu-se início à construção da nova igreja paroquial;
  3. Em 24.04.1977, terminadas as obras de construção, procedeu-se à bênção e dedicação da nova igreja paroquial, em celebração presidida por D. António Ferreira Gomes, Bispo do Porto;
  4. Desde a criação de paróquia experimental foram criadas estruturas essenciais e serviços indispensáveis ao seu funcionamento pastoral e social;
  5. A comunidade de fiéis está constituída estavelmente, em número e vitalidade eclesial, sob orientação e cura pastoral dos párocos a quem foi confiada;

HEI POR BEM:

  1. Nos termos do cânone 515 do Código de Direito Canónico e ouvidos favoravelmente o Conselho Episcopal, o Conselho Presbiteral (em 21.11.2018), o Conselho de Consultores e os párocos das paróquias vizinhas, decretar a elevação à categoria de paróquia a paróquia, até agora experimental, do Senhor da Vera Cruz do Candal, Vila Nova de Gaia;
  2. Confirmar a dedicação da paróquia ao Senhor da Vera Cruz;
  3. Determinar que a paróquia do Senhor da Vera Cruz do Candal tenha basicamente os limites inicialmente previstos no decreto de criação de paróquia experimental, ajustados por alterações viárias e atualizados nas suas denominações, especificados da seguinte forma:

NORTE: Avenida dos Escultores desde a rotunda com a Avenida Professor Orlando Ribeiro até à confluência com a Autoestrada, deste ponto seguindo a linha da Autoestrada para Norte até ao limite sul da Rua Manuel Moreira Barros, Rua Manuel Moreira Barros desde este ponto até à confluência com a Avenida dos Descobrimentos, linha imaginária desde este ponto passando pelo lado norte do campo de futebol do Clube Desportivo do Candal até ao ponto de encontro das Ruas do Agro, Entre Quintas, São Marcos e Oliveira Barros;

NASCENTE: Rua do Agro, Rua de Rei Ramiro até à confluência com o prolongamento imaginário da Rua do Marco, Rua do Marco até à confluência com a Rua da Ramada Alta, Rua da Ramada Alta desde este ponto até à confluência com a Rua Vistosa, Rua Vistosa, linha imaginária desde o limite sul da Rua Vistosa até ao ponto de encontro com a Avenida Manoel de Oliveira, Avenida Manoel de Oliveira desde este ponto até à confluência com a Rua de Serpa Pinto e linha férrea;

SUL: linha férrea desde este ponto até à confluência com a Via Engenheiro Edgar Cardoso, Via Engenheiro Edgar Cardoso desde este ponto até à rotunda Engenheiro Edgar Cardoso, Rua Amorim da Costa, Rua dos Bombeiros Voluntários de Coimbrões até à confluência com a Rua André Cassels, Rua André Cassels, prolongamento imaginário da Rua André Cassels até ao muro norte do campo de futebol do Sporting Clube de Coimbrões, desde este ponto com o prolongamento imaginário até à confluência da Rua Machado dos Santos com a praça Manuel Silva Reis, praça Manuel Silva Reis até à Autoestrada;

POENTE: Autoestrada desde este ponto seguindo para Norte até à passagem inferior de confluência com o limite sul da Rua Dr. Ribeiro de Magalhães, desde este ponto seguindo o ribeiro da Quinta do Jordão até à confluência da Rua do Jordão com a Avenida Professor Orlando Ribeiro e daqui até à rotunda com a Avenida dos Escultores.

 

Porto e Paço Episcopal, 4 de julho de 2024.