Obra da Rua promoveu espetáculo no Coliseu do Porto

Foto: Miguel Mesquita

A cantora Teresa Salgueiro e a Banda do Exército, com o seu Destacamento do Porto, animaram o espetáculo que celebrou os 70 anos da criação do Calvário pelo padre Américo.

A 17 de Junho de 2024 completaram-se 70 anos do dia em que Pai Américo anunciou a criação do Calvário. Uma casa para responder a doentes em fim de vida, sem retaguarda familiar. Disse na altura o padre Américo Monteiro de Aguiar no Coliseu do Porto: 

“Chegou a hora de dar a notícia de uma Obra que há muito trazemos no peito, a saber: um abrigo onde possam morrer cristãmente legiões de inválidos sem morada certa. Vai-se-lhe dar o nome de Calvário. O Calvário! É um nome tirado do Evangelho. É o resumo de toda a economia da Redenção. Fazem hoje falta no mundo estes nomes, estas ideias, estas Obras humanas de sabor divino”, disse o padre Américo.

O padre José Alfredo, atual responsável pelo Calvário lembrou em recentes declarações à Rádio Renascença que a ideia da criação do Calvário partiu de “um desejo do Pai Américo de criar um lugar para atender doentes e cuidar deles em fim de vida. Sobretudo doentes sem condições de habitação digna e sem retaguarda familiar”.

Um grupo de Amigos do Calvário organizou, juntamente com a Obra da Rua, esta celebração no Coliseu do Porto — AGEAS. Participaram a Banda do Exército — Destacamento do Porto e a cantora Teresa Salgueiro.

A Voz Portucalense publica fotos do espetáculo no Coliseu do Porto nesta segunda-feira 17 de junho.