Retiro de silêncio: “No lusco-fusco da morte, a esperança do (re)encontro”

Retiro de silêncio

No sábado 22 de junho decorre na Casa das Franciscanas de Nossa Senhora, na Quinta da Azenha, em Gondomar a terceira edição do retiro de silêncio organizado pelo Centro de Cultura Católica.

O terceiro retiro de silêncio para o Povo de Deus, inserido no Itinerário de formação «Escutar a morte, acompanhar no morrer, cuidar no luto», organizado pelo Centro de Cultura Católica, vai realizar-se no sábado 22 de junho, entre as 9h30 e as 17h30, na Casa das Franciscanas de Nossa Senhora, na Quinta da Azenha, em Gondomar.

Aberto a todos, não apenas aos participantes no itinerário, desta vez o retiro será orientado muito especialmente para o sofrimento daqueles que, por perderem quem amam, atravessam o tempo do luto, para tantos tão duro. Escutar a Palavra, encontrar quem escute o sofrimento e celebrar a Eucaristia, memorial da Páscoa poderá ser fonte e bálsamo de consolação.

O retiro, também este partindo de poemas de Daniel Faria, convidará cada um dos participantes a deter-se em silêncio orante entre as páginas dos Evangelhos, tornando-se companheiro de Jesus, no caminho da cruz, e dos discípulos entristecidos, a caminho de Emaús, quando veio o próprio Ressuscitado ao seu encontro, fazer-se seu companheiro e oferecer-lhes a esperança que atravessa a morte.

O retiro será orientado pelo P. José Nuno, coordenador do Itinerário de Formação em curso, e contará com a colaboração de alguns agentes pastorais competentes na arte da escuta espiritual, para ouvir personalizadamente quem o deseje nos tempos a isso destinados.

As inscrições deverão ser feitas na secretaria do CCC ou através da sua página web (ccc.diocese-porto.pt) até 17 de junho. A inscrição tem o valor de 5 Euros. Quem se inscreveu no referido itinerário de formação «Escutar a morte, acompanhar no morrer, cuidar no luto» já teve oportunidade de se inscrever nos retiros de frequência facultativa, estando o custo destes integrado no valor de inscrição do itinerário.

A dinâmica do dia apostará na busca efetiva da solidão e do silêncio, pelo que mesmo os alimentos deverão ser levados por cada participante para si mesmo, não havendo refeição em conjunto.

Quem desejar participar no retiro e não o puder fazer presencialmente, poderá inscrever-se e seguir as duas propostas de meditação (9h30; 14h30) e o encontro final (17h00) em sala virtual.

(inf: CCC)