Bispo do Porto esteve na “Semana do Colégio” de S. Gonçalo de Amarante

“Um lugar para todos” foi o mote de uma iniciativa que decorreu de 22 a 27 de abril

Os portões do Colégio Diocesano de Amarante estiveram abertos na semana de 22 a 27 de abril a todos aqueles que quiseram conhecer de perto os trabalhos pedagógicos produzidos pelos cerca de 1 000 alunos ao longo deste ano letivo, desde o 1.º ao 12.º ano de escolaridade.

Na sessão de abertura esteve presente D. Manuel Linda, bispo do Porto, que experienciou na agora denominada ‘Praça do Colégio de São Gonçalo’ a “humanidade alegre” da vida entre as aulas de uma comunidade educativa. O teatro aberto da praça constituiu o lugar privilegiado para honrar a etimologia da palavra grega, numa experiência intensa, envolvente e meditativa na qual alunos, professores e funcionários se juntaram nessa manhã para divulgar a agenda e os objetivos da “Semana”.

Seguindo um conceito diferente, a “Semana do Colégio” destaca-se de outras mostras educativas e forma0vas pela duração e pela produção de um cartaz diário de atividades que se desenrolam cumulativamente para vários públicos nos diferentes espaços interiores e exteriores do Colégio, à semelhança de um festival. Os visitantes são confrontados com aprendizagens ativas em diferentes áreas de formação, assumindo os alunos o papel de mediador focal em todo o processo de ensino-aprendizagem. São criadas oportunidades de descobrir jovens heróis improváveis desconhecidos ao longo do ano, que se revelam nessa semana com a alteração do contexto escolar a que estão, por vezes, formatados.

A curva de aprendizagem na mudança do paradigma de rotulagem clássica dos agentes que constituem uma Escola é muito lenta no seu crescimento e torna-se essencial redefinir o conceito de “bom aluno”. Sem descurar a componente científica, pois só sabe ensinar aquele que compreende várias camadas do que transmite, a “Semana do Colégio” é um contributo para os (re)descobrir os bons alunos através da promoção de competências múltiplas e da valorização do papel da Escola no seu crescimento pessoal.

Ciência e arte, arte e virtude”, um verso que resume a vida da ins0tuição que “alimenta a esperança” de centenas de jovens há quase cem anos, o Colégio de São Gonçalo de Amarante – Escola Católica. Continua a ser uma referência de ensino na região do Tâmega e Sousa, com a missão de promover a educação e a qualificação profissional de jovens numa cultura de escola com identidade própria, inclusiva, humanista e humanizante, capaz de valorizar as diferenças e gerar equidade de oportunidades em função do bem comum.

(inf: Colégio de S. Gonçalo, Amarante)