Fortalecendo a missão

Reflexões do Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações e dos catequistas de Lousada

Decorreu no passado dia 9 de fevereiro, no Auditório Paroquial de Caíde de Rei, um encontro marcado pela Vigararia de Lousada com o Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações (SDPV) que visou reconhecer e fortalecer o papel crucial que os catequistas desempenham no desenvolvimento espiritual e vocacional dos jovens.

A pastoral das vocações e os catequistas desempenham um papel vital na vida da Igreja Católica, nutrindo e guiando aqueles que são chamados a servir e liderar dentro da comunidade. A recente reflexão realizada pelo Secretariado Diocesano destacou a importância dessa missão.

O encontro começou com uma breve intervenção do promotor do evento, Pe. André Soares, Vigário de Lousada, que iniciou por agradecer a disponibilidade do Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações e a presença dos catequistas das várias paróquias da Vigararia de Lousada, assim como, alguns sacerdotes e diácono neste encontro que se pretendeu de inspiração e colaboração, contribuindo para a formação dos catequistas, promoção da cultura de discernimento vocacional e partilha das melhores práticas dentro da pastoral.

De seguida o Pe. Ricardo Aguiar, Diretor do Secretariado Diocesano, expressou a sua gratidão pela dedicação dos catequistas em orientar os jovens no seu caminho de fé, apontando vários exemplos onde, graças ao trabalho dos catequistas, muitos jovens encontraram a vontade de Deus para as suas vidas. Coadjuvado com o Pe. Davide Costa, ambos partilharam reflexões sobre a urgência de cultivar vocações autênticas – nas suas várias dimensões – e encorajaram os catequistas a continuarem a desempenhar um papel ativo e resiliente nesse processo, apesar de cada vez encontrarem mais dificuldades e obstáculos, como puderam partilhar alguns dos catequistas.

Durante esta sessão de partilha, os participantes puderam debater estratégias para envolver os jovens em programas de discernimento vocacional assim como atividades que promovam os valores cristãos e a temática vocacional. Fazer catequese, não é dar aulas e por isso deve promover atividades que permitam ao catequizando sair fora da sala e experienciar a fé em atividades e desafios nas suas comunidades. A partilha, quer de experiências bem-sucedidas, quer de desafios enfrentados, enriqueceu a reflexão e inspirou à procura de colaboração mais estreita no futuro.

Porque todos os presentes acreditam que a catequese oferece uma estrutura valiosa para os jovens explorarem o seu potencial e responderem à chamada de contribuir para um mundo melhor, os participantes saíram inspirados e prontos para enfrentar o desafio de formar várias gerações com uma base moral sólida que responda aos desafios futuros com coragem e dedicação.

Conscientes do impacto do seu papel nas várias comunidades paroquiais de onde vieram, regressaram às suas casas com um renovado senso de propósito comum, levando ainda consigo, não apenas novos conhecimentos e habilidades, mas também um renovado zelo pelo serviço e pela missão. Que essas energias renovadas continuem a alimentar e fortalecer a vida da Igreja em todo lugar.

(inf: SDPV e catequistas de Lousada)