Nova vida na Capela de Fradelos

No passado domingo, dia 3 de dezembro, no primeiro domingo de Advento, a Venerável e Pia Irmandade de Nossa Senhora da Boa Hora de Fradelos, tomou posse, pelas mãos de D. Manuel Linda. Os novos irmãos e irmãs receberam também um diploma, pelas mãos do bispo do Porto. Foi um momento histórico na Capela de Fradelos. Tomaram presença a Venerável Irmandade das Almas e Chagas de S. Francisco, a Confraria de Nossa Senhora da Conceição e Piedade, a Confraria do Santíssimo Sacramento e Senhor Jesus de Santo Ildefonso, bem como o Coro Gregoriano do Porto, que celebrava o seu vigésimo oitavo aniversário, e participa de forma ativa no terceiro domingo de cada mês. Foi um momento muito importante e emotivo para todos.

D. Manuel Linda falou na importância destes grupos, (Irmandades/Confrarias) nas igrejas e capelas, bem como do seu papel fundamental na promoção do culto – sem esquecer o cuidado e a manutenção do espaço. Após tempos controversos e sombrios e de a capela estar um longo período de tempo encerrada, em 2019, o cónego Álvaro Mansilha retomou o culto. Infelizmente, com a pandemia, suspendeu-se. Assim que as autoridades sanitárias permitiram as celebrações presenciais, o culto retomou e, atualmente, é possível participar na celebração da Eucaristia todos os primeiros e terceiros domingos de cada mês.

A primeira iniciativa da Irmandade foi um Recital de Advento, Órgão e canto, onde rapidamente a Capela de Fradelos se tornou pequena. Um dos cuidados desta Irmandade será promover a cultura, música, teatro, literatura, tentando por este meio angariar fundos para uma urgente manutenção das salas contíguas à Capela e a manutenção da mesma. Toda ajuda será bem-vinda.

(inf: Emanuel Gomes)