O Sínodo e os seus desafios para a Vida Consagrada

A estrutura diocesana do Porto da Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP) iniciou o seu mandato para o triénio 2023-2026 com uma reflexão sobre o Sínodo.

Com o tema “Ecos e desafios do Sínodo para a Vida Consagrada” estiveram à conversa na Casa Diocesana de Vilar no domingo dia 3 de dezembro, Leopoldina Reis Simões, especialista em comunicação e membro da Comissão de Comunicação da Secretaria Geral do Sínodo, o padre Paulo Terroso, diretor do departamento de comunicação da Arquidiocese de Braga e membro da Comissão de Comunicação da Secretaria Geral do Sínodo e o cónego Joaquim Santos, pároco do Santíssimo Sacramento no Porto e coordenador da Comissão Sinodal da diocese do Porto.

Os oradores foram unânimes em considerar importante a necessidade de dar continuidade nos próximos meses ao aprofundamento dos temas propostos pelo Relatório de Síntese da primeira sessão do Sínodo.

O documento da Santa Sé está estruturado em três partes: a primeira fala-nos do “rosto da Igreja sinodal” assinalando “a unidade e a variedade como riqueza eclesial”; a segunda parte tem como título “Todos discípulos, todos missionários”, e revela a sinodalidade “como o caminho conjunto do Povo de Deus” sublinhando o “diálogo fecundo de carismas e ministérios”; e a terceira e última parte intitula-se “Tecer laços, construir comunidade” e apresenta a sinodalidade “como um conjunto de processos e como uma rede de organismos que permitem o intercâmbio entre as Igrejas e o diálogo com o mundo”. Cada uma das três partes do documento, “recolhe as convergências, as questões a aprofundar e as propostas que surgiram do diálogo” desenvolvido na primeira sessão do Sínodo em Roma.

Nesta reflexão sobre o Sínodo, moderada pelo jornalista Rui Saraiva, correspondente do Vatican News em Portugal e diretor-adjunto de Voz Portucalense, estiveram mais de 80 religiosos e religiosas. Um evento que foi a primeira atividade de início de mandato da estrutura diocesana do Porto da Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP) para o triénio 2023-2026.

A equipa da CIRP-Porto tem os seguintes membros: Ir. Rosa Maria de Araújo Carreira (Escravas da Santíssima Eucaristia e da Mãe de Deus), Presidente; Ir. Irmã Adília Cristina da Rocha Neto Ferraz, (Religiosas do Amor de Deus), Secretária; padre Armando Baptista da Silva (Sacerdote do Coração de Jesus) – Tesoureiro; Padre Bruno José Pinheiro da Cula (Vicentino); 1º Vogal; Irmã Tássia Lima, (Missionária da Boa Nova); 2ª vogal; e Ir. Tânia Maria da Encarnação (S. José de Cluny); 3ª vogal.

RS