Covid-19: Projeto Porta Solidária serviu mais de 400 refeições num só dia

As pessoas que recorrem à ajuda deste projeto recebem também um kit alimentar para o dia seguinte com três sandes, três peças de fruta e um iogurte.

Um recente trabalho do jornalista Henrique Cunha, da Rádio Renascença, revelava que o projeto Porta Solidária da Paróquia Senhora da Conceição serviu no passado domingo, 19 de abril, mais de 400 refeições. Foram exatamente 403.

Nessa mesma notícia a Renascença informa que “para além da refeição quente, a ‘Porta Solidária’ fornece um kit alimentar para o dia seguinte”. Desta forma, quem recorre ao projeto pode ter acesso a uma refeição, mas também a “três sandes, três peças de fruta e um iogurte”.

O projeto Porta Solidária precisa da ajuda de todos, não obstante o contributo que empresas, instituições e particulares já vão dando. Fruta, iogurtes e legumes são sempre bem-vindos. São duas as equipas de voluntários com cerca de 20 pessoas cada. As normas de desinfeção e prevenção são criteriosamente respeitadas durante a epidemia de coronavírus que estamos a viver.

As situações de necessidade e os problemas sociais estão a aumentar neste regime de estado de emergência. Na passada edição de VP demos precisamente conta do aumento de pedidos de ajuda também na Cáritas Diocesana do Porto. São precisas cada vez mais ajudas e a solidariedade de tantos.

Recordemos que logo no início da crise pandémica do novo coronavírus, ainda em finais de março, o padre Rubens Marques, em declarações à VP, salientou que na Paróquia da Senhora da Conceição o projeto Porta Solidária está a concentrar, durante o estado de emergência, as forças da comunidade.

A Igreja “que é alta e bem arejada”, salientou o padre Rubens, está aberta para a oração todos os dias e aos domingos é exposto o Santíssimo Sacramento das 10h às 18h, mas o projeto Porta Solidária é agora o único trabalho ativo na paróquia.

Também em finais de março, o pároco da Senhora da Conceição revelava em declarações à Agência Ecclesia que antes da pandemia eram cerca de 160 as pessoas que recorriam ao apoio do projeto, mas que, no início do estado de emergência era já “uma média de 270 pessoas” aquelas que faziam refeição diária naquele projeto.

O projeto Porta Solidária existe desde 2009 e funciona na Igreja da Senhora da Conceição, Praça Marquês de Pombal, 111 no Porto, de segunda a Domingo das 18h às 20h.

RS