Covid-19: Desafios alguns… oportunidades muitas

Este é um espaço VP de reflexão sobre a pandemia do coronavírus. Para pensar o futuro, Voz Portucalense abre-se à sociedade civil. Uma janela para o país e para o mundo. 

Por Isabel Braga da Cruz

Presidente do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa

A COVID-19 é uma ameaça sem precedentes, vivê-la na Universidade é lidar com a incerteza na certeza que há uma prioridade – os estudantes!

A COVID-19 aproximou-se como uma onda gigante vinda do oriente. Temos a sorte de estar no extremo oeste da Europa e tivemos algum tempo para nos prevenirmos. Na Universidade Católica Portuguesa, no Porto, encarámos, desde cedo e com serenidade, esta gravíssima ameaça que entrou em Portugal, pelos vistos, pelo norte. Desde o primeiro momento, a prioridade foi proteger os estudantes e a nossa comunidade, mantendo, as atividades académicas. Foi preciso com grande rapidez passar as atividades letivas para um novo formato, à distância, sem descurar a qualidade, o rigor e os níveis de exigência que caracterizam o nosso ensino. Felizmente, o foco e a vitalidade da Universidade vieram ao de cima neste momento crítico – estudantes e docentes entraram neste novo regime com naturalidade e com o entusiamo de quem começa a experienciar uma nova realidade.

Decorrido mais de um mês, o balanço é muito positivo para ambas as partes. Claramente, há ganhos para os estudantes e para todos nesta forma de ensinar e sobretudo de aprender! Esta experiência inscreve-se nos nossos planos de inovação pedagógica e permitir-nos-á dar novos passos. Creio que muitas instituições de ensino estão a ver esta crise como uma oportunidade de lançar um novo olhar sobre o que é aprender na era digital e da informação à distância de um click! Apesar deste infortúnio da COVID-19, penso que podemos estar a atravessar um estreito que nos levará a abrir novos horizontes.

A passagem de todo o campus para teletrabalho decorreu com serenidade, a maioria das atividades puderam ser mantidas, agora à distância. Mas durante este período, temos procurado não deixar de ser uma comunidade – além das regulares reuniões de trabalho, partilhamos momentos de lazer e de inspiração. O facto de sermos um campus pluridisciplinar, trouxe à nossa comunidade um espírito de entreajuda incrível – desde os especialistas em ferramentas de ensino à distância, às equipas de psicologia para dar apoio à comunidade e estudantes durante esta fase, até aos enfermeiros que em cada momento orientaram os planos de contingência. E claro, está, o esforço feito de apoio à comunidade evidenciando o espirito de solidariedade que nos caracteriza. Os nossos investigadores encontraram uma forma de colocar a ciência ao serviço da comunidade e face a inúmeras solicitações, as respostas foram muitas. O laboratório associado da Escola Superior de Biotecnologia (CBQF) trabalhou na produção de meios para testes diagnóstico COVID, para hospitais e outras unidades de saúde; produziram-se viseiras; o Centro de Enfermagem da Católica colaborou com diferentes agentes da cidade; a Faculdade de Educação e Psicologia apoia professores do ensino básico e secundário no desafio da tele escola; a Escola das Artes mantém o seu espaço de debate sobre arte, em regime online. Estes são apenas exemplos de muitas iniciativas em que a Universidade Católica tem estado envolvida.

A COVID-19 provocou uma mudança grande na forma de agir, de estar e de pensar. Pôs em causa muito do que dávamos por adquirido! Obrigou-nos a ver a vida noutra perspetiva. Mas também nos está a dar a oportunidade de nos entreajudarmos, de nos aproximarmos, ainda que cumprindo o distanciamento social, de mostrarmos que estamos aqui! De não sermos indiferentes quando vemos que o outro precisa de ajuda!

O retorno aproxima-se e com a mesma serenidade e sentido de responsabilidade com que partimos para o teletrabalho e ensino à distância, retornaremos, ao ritmo possível, ao campus e a estar todos juntos! Uma certeza temos, a de que queremos olhar o futuro com otimismo e com a esperança de que juntos conseguiremos fazer acontecer!